Psicoterapia para 

ADOLESCENTES

A adolescência é uma etapa da vida cheia de mudanças (no corpo, na forma de se comportar com os outros e consigo mesmo). É uma fase de muitas dúvidas e inúmeros questionamentos. Fase de difíceis e importantes escolhas. Portanto, é comum que toda essa mudança possa vir acompanhada de sentimentos de angústia, medo e insegurança. Claro, cada adolescente vive esta etapa de forma única e particular. 

A psicoterapia se apresenta como um espaço de cuidado, confiança, segurança e compreensão para o adolescente, na qual é possível ajudá-lo a lidar com suas dificuldades pessoais, afetivas e sociais.

Na psicoterapia o adolescente tem a oportunidade de dividir seus sentimentos, angústias e questões sem se preocupar em ser julgado ou criticado. Aqui ele é escutado!

Alívio das angustias 

Dividir o que sente alivia o coração.

Acolhimento

Sem julgamentos, sem criticas, apenas os seus sentimentos.

coracao logo.png

Confiança

Espaço sigiloso para poder falar abertamente.

Alguns assuntos tratados em psicoterapia para adolescentes

- Relacionamentos pessoais, familiares, sociais;

- Conflitos com os pais;

- Ansiedade, estresse;

- Conflitos internos (tristeza, angústia, insegurança, medo, indecisão, vazio, solidão)

- Autoconhecimento, autonomia, autoconfiança;

- Crises profissionais (escolha da profissão, dificuldades no trabalho, indecisões quanto ao trabalho)

- Conflitos pessoais (dificuldades na amizade, isolamento, timidez)

- Depressão;

- Ampliação de consciência;

- Crises afetivas e emocionais;

- Dificuldades de relacionamento interpessoal;

- Conflitos escolares;

- Luto, morte, perdas, despedidas, doenças físicas e psicológicas;

- Problemas de autoestima;

- Conflitos amorosos (separação, traição, paixões, reencontros, desencontros)

- Experiência suicida (automutilação, ideação e tentativa de suicídio)

- Conflitos sexuais;

 

Obs: Qualquer assunto ou questão que estiver causando sofrimento em você, adolescente, será acolhido com muita sensibilidade e respeito.

Agende uma consulta!

(65) 99912-7543

Fale comigo por e-mail

Obrigado! Mensagem enviada.

Perguntas frequentes sobre Psicoterapia para adolescentes

1 - Atendimento por planos ou convênios.


Atualmente estou atendendo apenas convênios/planos que trabalham com reembolso para fins de atendimento psicológico. Nesse caso, você pagará o valor da sessão e eu concederei um Recibo de Prestação de Serviço que servirá como comprovante pra que você o possa estar enviando ao convênio e, assim, recebendo o reembolso de acordo com as normas do convênio contratado. É preciso que você, cliente, consulte seu plano/convênio e veja se o mesmo oferece reembolso para atendimento psicológico e quais os procedimentos (valor reembolsado, por exemplo) para que o mesmo seja efetivado. Cada convênio têm suas regras, portanto os valores reembolsados por cada convênio podem ser diferentes.




2 - O que é Psicoterapia para adolescentes?


É um processo que possibilita ajuda, reflexões e mudanças na vida do adolescente. São encontros entre psicoterapeuta e adolescente, que são realizados geralmente uma vez por semana, em torno de 50 minutos cada encontro/sessão. A psicoterapia ajuda o adolescente nas diversas dificuldades e conflitos que aparecem nessa fase da vida, garantindo assim um espaço diferenciado para que o adolescente possa se perceber, se ouvir, transformar-se para poder lidar com problemas atuais ou futuros. As sessões são facilitadas pelo psicoterapeuta a partir de uma compreensão profunda, uma escuta acolhedora e também através de atitudes de autenticidade, empatia, respeito e não julgamento.




3 - Qual a abordagem utilizada?


Acolho meus clientes com a Abordagem Centrada na Pessoa (ACP). Uma abordagem que enfatiza algumas atitudes que o psicoterapeuta desenvolve nos encontros com o cliente. Atitudes, tais como, congruência, consideração positiva incondicional e compreensão empática. Atitudes que, aliadas a um clima facilitador, promovem reflexões e mudanças no cliente e em sua vida.




4 - Desafios mais comuns na vida de um adolescente e os motivos para se procurar terapia?


Alguns desafios comuns que os adolescentes vivenciam: mundaças no corpo e no jeito de ser e agir, preocupações com o futuro, busca por independência, insegurança na escolha da profissão, pressões familiares e sociais, dentre outros. Qualquer questão que esteja causando sofrimento, angústia ou preocupação na vida do adolescente, a ponto de afetar sua saúde mental e física, é motivo para a procura de uma psicoterapia. O psicólogo, através de um clima facilitador, pode ajudá-lo a compreender e a refletir sobre esses momentos difíceis e delicados, próprios dessa fase da vida.




5 - Quando é indicado buscar um psicólogo para o adolescente?


É indicado buscar ajuda psicológica para o adolescente sempre que o mesmo estiver vivenciando momentos delicados a ponto desses momentos estarem prejudicando a sua vida pessoal, relacional e social. Ressalta-se que é importante que esse adolescente deseje espontaneamente ser ajudado, e que não se sinta obrigado a se encontrar com o psicólogo. Caso contrário, dificilmente as sessões serão efetivas. Mesmo assim, ainda nos casos em que o adolescente não tenha inicialmente o interesse em ser ajudado, é possível que durante as sessões o mesmo perceba uma necessidade e comece a se resposabilizar pelo próprio processo.




6 - Possíveis benefícios da terapia para o adolescente?


Os benefícios são vários. Cito alguns: melhora nos relacionamentos pessoais, familiares e sociais; diminuição da ansiedade e estresse; maior autoconhecimento, autonomia e autoconfiança; ampliação da consciência; possibilidades de resolução de problemas e conflitos; reorganização de sentimentos como tristeza, vazio, solidão e insegurança; maior aceitação de si; dentre outros.




7 - Quanto tempo dura o tratamento com o adolescente?


Cada processo de psicoterapia é único, singular. A duração depende de inúmeros fatores, tais como, presença, entrega e comprometimento do adolescente nas sessões, facilitação do processo adequada por parte do psicoterapeuta, sentimento por parte do adolescente de que já é possível caminhar sozinho na vida sem a ajuda do psicoterapeuta, relacionamento de confiança entre psicoterapeuta e adolescente, abertura por parte do adolescente para entrar em contato com seu mundo interno, dentre outros.




8 - Qual o papel dos pais no tratamento?


É fundamental que os pais se impliquem com o processo psicoterápico do filho, que se esforcem para apoiá-lo, atentos ao que lhes cabe fazer enquanto pais para que o filho possa ter uma saúde psíquica saudável e adequada. Em alguns casos é interessante que esses pais também procurem ajuda psicológica para si mesmos, pois antes de serem pais são pessoas, com suas fragilidades, medos, inseguranças e imperfeições. A psicoterapia pode ajudá-los a se perceberem melhor e, consequentemente, a ofertarem uma ajuda mais significativa aos filhos.




9 - Como são as sessões de terapia e quais ferramentas são usadas?


Cada psicólogo e abordagem psicológica atuam de maneira diferenciada. No meu caso, com a Abordagem Centrada na Pessoa, me lanço física e mentalmente como o meu principal instrumento de trabalho. Não utilizo técnicas ou atividades, mas, sim, atitudes. Atitudes de congruência, consideração positiva incondicional e compreensão empática. As sessões são realizadas de maneira livre, com abertura para que o cliente possa abordar qualquer assunto que tiver relevância para ele no momento. Enquanto psicoterapeuta, me esforço para ser um bom companheiro do cliente nesse processo de autodescoberta, realizando algumas pontuações e reflexões que possibilitam mudanças na percepção e personalidade do cliente.